“Homem só…”

Hoje decidi sentar-me aqui, assim, sozinho, com todo este Céu, esta Terra, tudo o que não me pertence, nem a mim nem a ninguém. Sentei-me aqui para perceber quão pequeno e insignificante sou, tudo acontece à minha volta sem que me perguntem se está bem, se gosto assim, se concordo ou discordo, se aprovo. Afinal, aqui, onde tudo acontece da forma mais perfeita, não me perguntam nada. Os pardais fazem os ninhos onde bem lhes apetece, as árvores perdem as suas folhas num abandono desprezante, os rios não param de moldar aquelas pedras, os peixes provocam a minha presença num saltitar constante e ali mais à frente andam dois coelhos a devorar a mais fresca das ervas. Não percebo. Como é possível? Então eu não conto, não tenho direito a uma opinião? Como é possível que tudo aqui acon- teça com esta perfeição e eu, logo eu, que tanto sei, não me perguntam nada? Sempre me julguei tão importante, sempre pensei que onde quer que estivesse, a minha opinião fosse necessária e fundamental, sempre entendi que o mundo não teria hipóteses de evolução e sustentação sem a minha intervenção. Construí casas, estradas, pontes, grandes máquinas, grandes invenções e aqui, logo aqui, onde estou só e tão disponível, não faço falta nenhuma. É quando estamos mais sós e onde ninguém nos conhece, que percebemos a nossa verdadeira dimensão,  é quando passeamos na rua no meio de uma multidão, de homens e mulheres cheios de pressa para coisa nenhuma, que nos apercebemos de quanto sós estamos. E se eu gritasse agora, chamar-me-iam louco não era? Loucos somos todos nós que nos fartamos de gritar por coisa nenhuma e nos calamos quando a Vida reclama a nossa voz. Loucos somos nós Homens e Mulheres que nos desgastamos em lutas constantes por coisas sem importância nenhuma. Afinal, certo está este Mundo aqui, onde não há quem mande ou queira mandar, onde a vida nasce, cresce e morre sem interferências. Aqui tudo corre de forma correcta, porque ao contrário de nós, cada um vive a sua própria vida e não se importa ou interfere na vida dos outros…

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s