“Amizade ou interesse…”

“Não sei se a vocês já vos aconteceu, mas a mim já. Ter um amigo, daqueles a sério. Sabem, uma vez li uma frase, de que gostei muito. “Descobre-se um amigo, quando deixa de haver interesse”. É verdade, não se pode conjugar amizade com interesse, de resto, muitas amizades terminam, quando um dos amigos repara, que afinal já alcançou tudo o que pretendia de outra pessoa e que afinal, ele, era aquele que lhe podia dar aquele tacho, ou resolver aquela situação, menos clara e afinal, o outro, que se dizia tão amigo, não correspondeu aos interessados desejos. Ser amigo, não é branquear situações. Não é permitir, sob a sua capa, o cometer de erros. Não é calar, porque assim se pode ferir o outro. Não é fechar os olhos, quando o necessário é abrir os do outro. Ser amigo, é muito mais sendo, tão difícil é o mais simples. É dizer o que ninguém tem coragem de dizer. É dizer não, quando o caminho está errado. É assumir, sem rodeios que, aquela não é a melhor solução e ter a frontalidade, com respeito, de mostrar que há outras soluções, que o ideal será avaliar todas as possibilidades e no fim, aceitar com humildade as opções, ainda que contrárias ás que inicialmente defendemos. Amizade pressupõe, aceitar, aceitar tudo. Aceitar a diferença, aceitar a liberdade de escolha e opinião. É ter alguém com quem de facto se possa discutir. Um amigo, não é um cego, mas pode e deve, ser uma muleta. Não há amizade, quando, no dia em que precisei, de realizar qualquer coisa menos clara, aquele, outro, me ajudou. Não. Aí há hipocrisia e falsidade. Um amigo, não alimenta ou promove o erro, amigo é aquele, que vendo o erro que estamos a cometer, não se alia a nós, mas nos impede de o cometer. Mas, se ainda assim, optarmos pelo erro, Amigo é aquele, que a seguir, ali volta. É aquele, que nos estende a mão e nos volta a colocar no caminho. Nunca, apontando o dedo para o erro cometido mas, como se nada tivesse acontecido, nos mostra e lembra, que os erros fazem parte do nosso crescimento e não devem ser repetidos. Amigo, é quem nos limpa os olhos para podermos seguir viagem, sem acusações ou julgamentos. A amizade, é talvez o mais nobre dos sentimentos. Um verdadeiro amigo, não vive à espera que estejamos no chão, para demonstrar a sua amizade. Um amigo, é aquele que tem a certeza de que vivemos e arriscamos sem medo de cair, porque temos a certeza, que, se isso acontecer, ele estará lá para nos ajudar a levantar…”

Anúncios

1 Comentário

  1. […] “Amizade ou interesse…” Março, 2008 3 […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s