“O pacote da vida…

     “Quando as forças te faltarem para enfrentares os dias com a coragem, firmeza e esperança, não te entregues.

     Pensa que há de certeza muitos e muitas que estão pior que tu.

     Todos nós temos tendência a considerar que os nossos problemas são os maiores, os mais difíceis.

     Todos nós achamos que a nossa vida é sempre a mais difícil.

     Quantas vezes nos encontramos, ou pelo menos eu encontro-me, a perguntar a Deus, porquê? Porquê Meu deus? Porquê a mim? Porque tem a minha vida que ser isto? Sempre sonhei com uma vida simples, mas feliz, em que tivesse o mínimo para mim e para os meus. Porquê meu Deus? Diz-me onde falhei! Diz-me o que posso fazer! Acende-me uma luz, mesmo pequenina que seja, mas que me permita colocar no trilho a minha vida. Mostra-me meu deus, que esta luz fosca que hoje me enche os olhos e me turva a vista é passageira e que ainda vou a tempo.

     Nada tenho contra que alguns se entreguem a Deus com estas dúvidas, e que procurem nele as respostas para a sua menos conseguida e feliz vida. O que me preocupa de facto, não são as duvidas e perguntas, é a resignação perante as amarguras e desventuras, é o baixar dos braços e deixar de acreditar.

     Julgo que o discurso que todos deveremos por nos dias, mesmo nos mais tristes, não é o questionarmos os Deuses sobre as nossas desventuras. Mas questioná-lo sobre o caminho a seguir, gritar-lhe abertamente e sem medos para que torne aquela fraca luz, num facho ardente de esperança e força. Dizer-lhe sem rodeios que a matéria de que somos feitos é rija que nem aço e que a fé que temos é o suporte e alimento para a coragem que jamais nos faltará. O caminho encontra-se sempre à nossa frente, nunca está percorrido ou finalizado. Qualquer caminho é sempre um princípio, partamos de onde partamos.

     Na nossa vida todas as perguntas e dúvidas são legítimas e fazem sentido. Na nossa vida todas as dificuldades e reveses existem e são uma constante nos dias. Nas nossas vidas tudo, mesmo tudo é possível acontecer, porque ao nascer, sem dúvidas, nos é entregue pelos nossos pais um manual que contém todas as fórmulas a utilizar, no processo da construção da vida. Apenas há uma fórmula que nunca foi colocada no pacote da nossa vida, a fórmula da derrota. Essa não nos é entregue porque não faz parte das fórmulas de Deus, infelizmente, fomos e somos nós que a vamos inventando a cada hora, derrotando a nossa vidas e a dos outros. Ainda assim, felizmente, ainda há quem vá igualmente inventando em cada dia o antídoto, para o veneno que teimamos derramar no nosso caminho e no dos outros…”

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s