“Blogosfera…”

           “Como sabem, este é um espaço onde aproveito para deixar a minha pena correr, entenda-se, teclas aqui do computador e é exactamente esse facto, que me faz hoje escrever algumas palavras sobre estas novas tecnologias.

            Como sabem, este é o espaço onde tenho de forma séria e transparente deixado a minha alma, o meu coração, a minha emoção falar por mim. Tenho, sem rodeios ou rebuscados lances de teatro, trazido a este espaço o que vejo, sinto e penso sobre os mais variados assuntos, umas vezes de forma mais emotiva, outras de forma mais pragmática, ultimamente também com algum humor, ou pelos menos dizer algumas coisas a sério mas utilizando alguma graça ou ironia.

            São coisas do nosso tempo, dirão alguns, e é verdade, este nosso tempo que umas vezes nos devora e outras vezes nos permite estas possibilidades de, de forma completamente inusitada, poder entrar em todas as casas, andar pelo mundo. Eu sei lá quem já aqui veio, eu sei lá quem já me leu, eu sei lá que ideia fazem e o que pensam de mim, quando clicam neste wordpress, chamado “Em Voz Alta”. Eu sei lá por onde ando.

            Quase todos os dias surgem na net novos espaços, há de tudo. Há os mais sérios, os mais desinteressados, os cheios de objectivos e boas intenções, os religiosos, políticos, culturais, desportivos…etc., etc., etc.

            Estremoz, esta magnifica cidade que me viu nascer, crescer e agora viver é como as demais, aqui também proliferam os cibernautas e surgem de todos os campos e como refiro atrás com todas as intenções, até hoje, e só ainda é quarta-feira, já encontrei mais dois: http://blogdojoseramalho.blogspot.com e http://estremozser.blogs.sapo.pt ora que bom, cá para mim que venham e apareçam mais, como se costuma dizer “Seja bem-vindo, quem vier por bem”.

            A vantagem que estas coisas da net têm, é que aqui todos são iguais, o espaço é igual para todos, não há censuras. Pena é que muitos ainda se sirvam destas magníficas possibilidades para fins tão hediondos como a pornografia, objectivamente a infantil. Pena é que alguns utilizem estas possibilidades para o crime e pena é igualmente ter que assistir, muitas vezes a tanta maledicência, vestida de anonimato para ferir, atacar e destruir os outros.

            Termino com a mesma popular expressão que já utilizei há dois parágrafos atrás: “Seja bem-vindo, quem vier por bem”  

 

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s