“Era o que faltava…”

         – “Então já foste vestir a camisa nova?”

         Esta talvez seja uma das frases que mais vezes ouvi a minha mãe, sempre que se comprava algo novo e eu, como qualquer jovem, que se queria empinocar todo, ia logo vesti-la. A minha mãe, como qualquer mãe, acho eu, não concordava nada com isso, achava sempre que as coisas novas se deviam guardar e utilizar nas ocasiões especiais. Devo dizer-vos que nunca concordei com esta visão, e claro, lá retorquia eu:

         – “Oh mãe, se se comprou foi para usar.”

         Hoje, tantos anos passados e com a liberdade de comprar e usar aquilo que bem me apetecer, desde que haja dinheiro para isso, claro, cada vez mais tenho essa filosofia, ou seja, comprei é para usar. Para mim, todos os dias e todas as ocasiões são especiais, devo dizer-vos que não concordo nada, e hoje cada vez menos, com essa coisa dos momentos e dias especiais.

         A vida passa tão depressa, tudo se consome em poucos instantes e nós, para que andamos feitos bacocos sempre à espera de um dia especial? Mas porque é que não fazemos de cada dia um dia de grandes acontecimentos, esse tal dia especial. Nos dias especiais, supostamente, engalanamo-nos todos, não é? Arranjamo-nos, penteamo-nos, lavamo-nos todos, perfumamo-nos e mais não sei quantas coisas, até porque cada um tem as suas manias e pancadas. Pois eu, não ligo nada a isso. Já viram que bom seria se todos os dias nos engalanássemos? Que bom seria, claro que há quem o faça, mas do que é que os acusamos logo? Vaidosos, para que andará todos os dias todo empiriquitado? Pois eu Acho que faz muito bem quem assim faz. Já viram cada dia é um acontecimento, que bom é poder viver bem e feliz, arranjar-se, gastar cada dia da forma mais fantástica. De que vale juntar, guardar, arrumar, sempre à espera do melhor dia, sempre à espera do dia Santo, ou do casamento dos amigos, bá, tudo balelas.

         Cá para mim é assim, se comprei, se tenho, é para usar, eu sei lá se amanhã cá estou e depois já nem me podem ver com a blusinha toda janota que hoje comprei para ficar um bocadinho mais bem parecido.

         Lembro-me de uma amiga que guardava religiosamente um serviço de loiça, caríssimo, dizia ela, já vinha do tempo da bisavó e só tinha sido utilizado no casamento da mãe, um dia mostrou-mo, era lindo de facto, com rebordos dourados e de um azul celeste absolutamente divinal. Lembro-me de lhe ter perguntado porque não o usava todos os dias, já viram que felicidade, que alegria, que gosto, seria comer todos os dias naquela maravilha, até a comida saberia melhor com certeza, mas não, foi quase uma ofensa – “Tas doido ou quê? Uma relíquia destas”. Talvez eu estivesse doido, ela entretanto já cá não está, o tal serviço é agora do filho, um bocadinho mais novo que eu. Um dia destes convidou-me para lá ir a casa jantar e ver umas coisas da mãe e, para meu espanto, então não é que o jantar foi servido no tal serviço que a mãe tão religiosamente sempre guardara. Que bom foi, e melhor ainda foi ver o Xico, um canito que lá têm, a lamber os restitos, servidos nos pratos de luxo. Fiquei contentíssimo, isso é que eu gostei de ver o bom do Xico a lamber os dourados rebordos. Sorte de Cão, pensei eu, e de certeza que o bom do animal estaria felicíssimo. Cá para mim é assim, se tenho é para usar, para gastar, eu sei lá que cão é que amanhã se pode andar por aí a pavonear com as minhas relíquias.

         O que temos é para nos tornar felizes e não escravos e protectores de felicidades adiadas, hoje estou cá e devo aproveitar tudo o que tenho, muito ou pouco não interessa, vou guardar para quê? Não, hoje estou vivo e devo ser e estar feliz, amanhã morro e depois até o cão me lambe os pratos, e com sorte o capote dará uma boa manta para a barraca, ná, era o que faltava, pode dar uma boa manta, mas vai roto e bem usado, mai nada!”  

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s