“Carta a um amigo…”

          Olá amigo, bom dia, então como vai isso?

          Olha, sabes bem que sempre estive e, naturalmente continuo a estar contigo. Tenho a certeza, porque te conheço bem, que nenhuma tristeza ou desencanto, actual, te fará baixar os braços, és um touro, de signo, homem de lutas, de garra, de força. Não duvido que estejas mais desalentado, mas igualmente sei que esse é um desalento temporário, lembra-te que só há sombras porque há sol. E como bem sabes, há trovoadas violentas, muitas vezes tudo é destruído, mas as sementes ficam, muitas vezes as cinzas da destruição são o melhor adubo, fertilizante, e todas as ervas que nascem depois da tempestade, são mais fortes, vêm com mais força e vigor. Assim será contigo, tens um catalogo de amigos que muito gostam de ti e que jamais deixarão de te regar para que, cada vez estejas mais vigoroso, mais forte. Nada, absolutamente nada na vida justifica baixar os braços ou desistir, tu bem sabes o que tenho passado, e agora a chegar aos 40 anos, assim espero, finalmente, começo a sentir que ainda posso ser feliz, tudo, mas mesmo tudo, porque nunca desisti, a todos os níveis, vida profissional e amores. Às vezes há situações na vida, que apesar de nos parecerem más, se tornam o melhor e o mais positivo. Muitas vezes estamos cegos, de olhos vendados e, só quando arrancamos essa venda, apesar da dor que nos possa provocar esse corte, é que conseguimos começar a ver melhor, com mais lucidez e transparência e, é aí, que temos a perfeita noção do caminho a seguir, mais firmes, mais seguros, mais verdadeiros e felizes, porque afinal, já passámos por tudo e agora conseguimos perceber por onde devemos mesmo ir, à conquista das nossas vidas, nem que isso seja a ultima coisa que fizermos, porque nunca é tarde, nunca é mesmo tarde. Nunca te esqueças, só existe hoje, porque houve ontem e só chegamos ao amanhã, porque sabemos que estamos hoje, a fazer o correcto. Ninguém está só, desde que tenha um amigo, apenas um, e esse um, está aqui, à tua frente, a dar-te força, mas igualmente e sobretudo, a contar com a tua força, a tua luz. Já viste que chato seria isto sem ti?

          Um grande abraço, de hoje e de sempre, mas sobretudo pelo que temos para conquistar amanhã, e, as vitórias ,só fazem sentido, quando partilhadas com aqueles que sabemos, que ficam tão contentes como nós!

1 Comentário

  1. Olá Zé1
    Fui meditando e dizendo, que belo texo, e que magnífico.
    apeteceu-me responder-lhe desta maneira, ou certa ou errada, fica ao seu critério.
    Então é assim:
    Despeito pelo sucesso dos outros.
    Desejo insaciável de alcançar cada vez mais.
    Desejo de posse obsessivo.
    Desejo ávido do que é dos outros.
    Plena satisfação de bem -estar.
    Tomar um banho de sol à meia noite.
    Querer a alguém mais do que a si próprio.
    Sentimento cego de malquerença.
    estar na lua estando em terra.
    Dar troco sem acertar contas.
    Ser-se permanentemente desejado.
    Capacidade de ler nas entrelinhas e de visualizar o que está oculto.
    ACREDITAR CEGAMENTE NO INVISÍVEL.

    Será assim, ONTEM, HOJE E SEMPRE?
    Estas palavras são minhas , não as fui biscar a lado nenhum, mas sim meditei e pensei, nos momentos bons e menos bons da minha vida.
    Um abraço


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s