“Quem meus filhos beija…”

Noticia que extraí do Jornal de Noticias.

“Concerto de José Cid na RTP1

2009-05-08

A estação pública transmite este sábado, pouco depois das 23 horas, o concerto “José Cid & Big band+ convidados, em canções da minha vida”, que decorreu em Elvas, no Coliseu José Rondão Almeida. As duas horas e meia de espectáculo, que contaram com produção e encenação do também fadista estremocense, José Gonçalez, foram gravadas a 28 de Março.”

Jornal de Noticias”

Uma mensagem que recebi, devidamente identificada e que, por respeito ao próprio, não coloco o nome, uma vez que me a enviou para o meu correio pessoal.

“Estremoz está de parabéns.

“Amigo” José Gonçalez, sei que não me conhece, mas deixe-me felicitá-lo, foi com enorme prazer e orgulho que o vi no sábado na Tv., e aqui, quando se está mais longe, mais as coisas da nossa terra nos tocam. Sinto hoje que o menino que um dia vi cantar nos artistas, está hoje um senhor cantor, há muito tempo que não o ouvia e fiquei encantado, que voz, que presença bonita. È uma honra Estremoz ter um tão digno representante pelos palcos desse país fora. Continue que em nada nos envergonha, depois de Tomaz Alcaide e do meu saudoso Carmo Pequito, eu e a minha mulher, chorámos ao vê-lo, e meu “amigo” Gonçalez, lá no céu o seu pai, meu amigo de infância “manim”, deve estar muito orgulhoso de si. Estremoz merece-o, não desista nem desanime, assim essa terra e essa gente perceba que finalmente tem alguém a obrigar os cá de cima a falar de Estremoz. Ouvir o Malato dizer de José Gonçalez de Estremoz, é algo que só a distancia e o orgulho podem explicar.

Bem haja!

           Bom, começo, igualmente por dizer, que á de lágrimas nos olhos que estou a escrever estas palavras. Primeiro deixem explicar porque escrevo estas palavras e porque publico estas duas notas, primeiro uma noticia do Jornal de Noticias, e que não faço a mínima ideia de quem a escreveu, depois uma mensagem que recebi no meu e-mail, assinada e devidamente identificada, mas que por motivos óbvios, não coloco o nome.

            Quem me conhece, sabe bem que não me visto de orgulho bacoco e que muito menos me fecho no, – Sou muito humilde e não falo de mim. Não, isso sim é um puro acto de vaidade e arrogância. Nunca derrubei ninguém, não piso ninguém e, muito menos me ponho em bicos de pés para que me vejam. Tenho feito o meu caminho, a dizer o que acho e penso, e isso, como alguns bem sabem, tem-me trazido alguns dissabores. Se tantas vezes lamento, a forma injusta e desonesta como aqueles que não me conhecem me tratam e falam de mim, desta vez, e porque não sou fingido, estou aqui cheio de felicidade e agradeço as inúmeras manifestações de carinho que recebi. Posto isto:

            Coloco estes dois textos, pelo mesmo motivo, (quem me dera ter 1/10 do talento de Tomaz Alcaide ou do Pequito), a minha terra, Estremoz, ambos colocam Estremoz, Estremoz no centro do meu coração, no centro da minha vida. Aviso já, não sou político, não estou nem vou em qualquer lista e muito menos me estou a fazer a qualquer cargo. Que não restem duvidas. Mas Estremoz, esta minha querida terra de que tanto gosto. Sim gosto, e gosto mesmo muito. Tenho-me sentido, na maioria do tempo, um incompreendido entre a minha gente, às vezes revoltado mesmo, mas jamais esmoreceu o meu amor a esta terra e aos meus concidadãos. Estremoz, foi aqui que nasci, é aqui que vivo e é aqui que pretendo morrer.

            Sou de facto o filho do “manin” era assim que chamavam ao meu pai, que perdi quando tinha apenas 12 anos, não me deram tempo para o conhecer bem, não tive essa sorte, mas sei que, se em alguns momentos, lá onde quer que esteja, o possa ter envergonhado, sim porque como todos, falho e erro, espero, pelo menos que em alguns momentos também possa sentir orgulho em mim. Eu terei sempre orgulho em si e na mãe, afinal se não fossem vocês, eu não estava cá.

            Obrigado a todos os meus amigos, são vocês que ajudam a viver. Obrigado a todos os que não gostam de mim, também sem vocês, isto não tinha piada nenhuma…

Abraços e beijinhos.

Zé. 

Veja-nos aqui no coliseu de Elvas – José Gonçalez/José Cid

no youtube, click em baixo:

<object width=”425″ height=”344″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/xRT1RbSAKH8&hl=pt-br&fs=1″></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/xRT1RbSAKH8&hl=pt-br&fs=1” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”425″ height=”344″></embed></object>

Anúncios