“Treparei tod`a montanha…”

Entre historias de desgraça

E rimas de desventura

Pedi ao vento que passa

Que te trouxesse outra graça

Que te desse outra ventura

 

Entre gritos de tristeza

E versos de solidão

Esteve sempre à nossa mesa

Sobre o linho da pureza

O sal do teu coração

 

Haverá sempre a lembrança

Dessas coisas por dizer

Mas serei sempre a criança

Que se entretém nessa esperança

De nos seus braços te ter

 

Treparei toda a montanha

Vencerei todo esse mar

Pois se a vontade é tamanha

Treparei toda a montanha

Pra te poder alcançar

Anúncios