“Rádio Despertar, debates…”

          Olá meus bons amigos, depois de umas curtas férias, cá estou.  

          Pronto para novos desafios. Dia 2 de Setembro, amanhã portanto, iniciam-se na Rádio Despertar os debates integrados no “Especial Autarquicas/2009” que a rádio despertar, e como já vem sendo habitual, levará a efeito. Amanhã entre as 22 e as 24h, levaremos para cima da mesa dos estúdios a:

  – Educação, Juventude e Acção Social.

           Com:

– Luis Mourinha e Francisco Ramos – MiETZ

– Luis Mariano – BE

– Jorge Pinto e Rogério Correia – CDU

– José Alberto fateixa e José Ramalho – PS

– António José Ramalho e Graça Figueira – PSD

– Luis Assis – CDS

          Iremos assim iniciar esta caminhada, que terminará a 7 de Outubro com o debate final entre candidatos, no cineteatro Bernardim Ribeiro, debate esse aberto ao publico.

          Na segunda-feira, dia 7 de Setembro, inicia-se igualmente, o ciclo de entrevistas individuais com os cabeças de lista, será na “Volta do Rossio” das 15 às 17, repete das 22 às 24h no mesmo dia e com repetição às terças das 7 às 9h. Dia 7 em Estúdio, em directo, estará o candidato da CDU, Jorge Pinto.

          De referir igualmente, que iremos repetir os debates temáticos, às sextas-feiras entre as 7 e as 9h.

          As freguesias sentar-se-ão igualmente à mesa da despertar, de manhã, no Programa “Antena da Manhã” a condução dos debates será do José Lameiras.

          Assim será então, o “Programa das Festas”, sob a minha condução. Lá irei estar como sempre, sem medos ou preocupações especiais, para além das que naturalmente estão subjacentes a este “Especial Autárquicas, Estremoz/2009”, a contribuição, séria e honesta, para o esclarecimento dos estremocenses, de todos os assuntos, de todas as candidaturas e de todos os candidatos.

          Fica uma nota final, para aqueles que trataram de andar a falar de mim, por aí, durante a minha ausência. Obrigado, como diz o povo:

          – ” Falem, falem muito, bem ou mal, não interessa, o que importa é que falem. Mau mesmo, é quando deixam de falar de nós.  É porque morremos, ou porque deixámos de ser interessantes!”

          Acrescento eu, ainda bem que não falaram muito bem, é que por norma só falamos bem dos outros quando estes morrem…”Coitado, era tão bom rapaz”, é sempre assim, depois de mortos são todos bons rapazes. Enquanto vivos, são todos maus e cheios de defeitos. A verdade, é que nos vivos, há mesmo uns melhores do que outros. Os que são menos maldizentes e que fazem mais, que dão a cara, que contribuem. Também por isso são mais reconhecidos.  E isso, para além de incomodar muito, traz por arrasto a inimizade dos medíocres, não é?

Anúncios

2 comentários

  1. Figueira (no singular)

    • Ok, obrigado. Já corrigi.


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s