“Uma Ponta de Saudade…”

“Uma Ponta de Saudade…”

(José Gonçalez)

 

São poucas as palavras que consigo,

P`rós versos novos que te escrevo agora,

É longo este caminho que hoje sigo

É longa a tua ausência, a demora.

 

São poucas já as folhas da roseira

Na exibição dos espinhos salientes

Os troncos retorcidos são a esteira

De apodrecidos sonhos, decadentes.

 

Às vezes as lembranças que te trazem

Viva, nesta ponta de saudade

Encostam-se às certezas que hoje jazem

Na campa nua e fria da verdade

 

Às vezes quando o sol na despedida

Adivinha alguma sombra pela estrada

Na réstia duma esperança conseguida

Invento qu`inda vens… mas não vens nada!

 

Talvez não vás gostar do que aqui escrevo

E me apontes alguma falta de razão,

Talvez tenhas razão, mas sei que devo

Arrancar este punhal do coração…

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s