“Um dia o Sol”

Saberás que ainda nascem no jardim,

Aquelas rosas brancas, azuis, amarelas?

Que ainda andam anjos de carmim

A passear pelas nossas aguarelas?

 

Sentes o vento que rompe as flores,

E rouba aromas leves das giestas?

Que se embriaga nos odores

Frescos, livres das florestas?

 

Achas que ainda moram nos ninhos

As velhas andorinhas?

Que ainda enchem os caminhos

Dessas velhas estradas de onde vinhas?

 

Um dia, o sol deixará o céu azul!

Deixará de trevas todos os dias.

Nem mesmo nós, aqui ao sul

Teremos direito às nossas fantasias!

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s